Tag: salvação (Page 1 of 2)

Como ter uma família feliz?

Como ter uma família feliz?

Com certeza você já fez ou ouviu essa pergunta alguma vez em sua vida. As respostas podem ser as mais variadas.

Mas dentre essas respostas qual garante o êxito de desfrutar da felicidade dentro do lar?

Essa questão e outras que envolvem a família serão respondidas no:

III Congresso Legislativo, Direito e Igreja 

Revendo conceitos: Família de Deus nos dias de hoje

O congresso será realizado no dia 26 de maio (sábado), das 8 às 21 horas, na Comunidade Evangélica Restaurando Vidas (CERV).

Os temas que serão abordados nas palestras e painéis são:

-Casamento

– Criação de Filhos

– O plano de Deus para a família

– O poder legislativo e a família

– O poder judiciário e a família

 

Aprenda mais sobre princípios importantes para construir a sua família

 

Todos esses assuntos serão elucidados aos participantes à luz das Sagradas Escrituras, pelos seguintes palestrantes:

 

Promotor Joaquim Miranda

Graduado em Direito pela Universidade Federal de Uberlândia (1990), mestre em Ciências Jurídico-Criminais pela Universidade de Coimbra (2001) e doutor em Ciências Jurídico-Sociais pela Universidade do Museu Social Argentino (2008). Atualmente, compõe o Comitê Acadêmico do novo Doutorado em Ciências Jurídicas da Universidad del Museo Social Argentino

 

Deputado João Leite

Ex-atleta profissional e bacharel em História. Ao encerrar a carreira de atleta, João Leite dedicou-se à política. Foi vereador por Belo Horizonte e deputado estadual, e eleito deputado estadual por seis mandatos sucessivos. Atualmente é deputado estadual e exerce seu sexto mandato consecutivo na Assembleia de Minas, onde ingressou em 1995.

 

 
Antônio Viana

Há 17 anos exerce o pastorado e foi o pastor presidente e fundador da Comunidade Evangélica Palavra Viva em Paraobeba (MG). Atualmente é pastor da Igreja Batista da Lagoinha em Belo Horizonte e líder do Culto Jeová Rafá.

 

 

 

 

Conheça nosso curso de teologia

 

Nélson e Solange Gouvêa

Casados há 39 anos, Nélson e Solange são formados em teologia pelo Seminário Evangélico Betânia de Coronel Fabriciano (MG). Atuaram por muitos anos da área de ensino e louvor. Desde 2001 fazem parte do Corpo Pastoral da Igreja Batista da Renascença de Belo Horizonte (MG), trabalhando como pastores da família. Receberam da parte de Deus um Ministério específico com famílias, no qual trabalham há vários anos.

 

Ruy Mota

 

Fundador, junto ao seu irmão, da empresa Bello Cards, em Belo Horizonte. É pastor e adorador do Senhor Jesus. Seu último trabalho musical é o CD “Põe o trem nos trilhos”.

 

 

Marcelo Leocádio

Casado há 17 anos com Sandra, Marcelo é membro da Igreja Evangélica Betânia de Venda Nova, onde atua no ministério de louvor.

 

 

Para ter acesso ao conhecimento que será compartilhado pelos convidados, acima, você investirá apenas R$30,00 reais.

Neste valor está incluído: material do congresso, acesso as palestras e painéis, almoço e jantar.

Faça esse investimento na sua vida e na sua família!

Para se inscrever, entre em contato com a diretoria do seminário, Kátia Brito: (31) 3504-1341 / 993096957. Ou envie um e-mail para: seminarioteologico@restaurandovidascerv.com.br.

 

Saiba ‘Como ter uma família feliz’ inscreva-se no congresso! As inscrições encerram-se no dia 22 de maio!
Mais informações ligue: (31) 3504-1341 / 99309-6957 (fale com Kátia)

 

Comunicação CERV

Cristo ressuscitou, aleluia!

Cristo ressuscitou, aleluia! Essa é uma novidade de esperança!

Se Cristo não tivesse ressuscitado o que seria da humanidade? Teriam todos perecido em seus pecados.

Entretanto, desde a época que Cristo morreu e ressuscitou, até hoje, há pessoas que questionam a veracidade desse fato.

No período que o apóstolo Paulo viveu teve que enfrentar esse tipo de questionamento na igreja de Corínto.

Havia membros da igreja duvidando da morte e ressurreição de Jesus, então o apóstolo escreve a seguinte explicação, em sua primeira carta a igreja:

 

“Mas, pela graça de Deus, sou o que sou, e sua graça para comigo não foi em vão; antes, trabalhei mais do que todos eles; contudo, não eu, mas a graça de Deus comigo.
 
Portanto, quer tenha sido eu, quer tenham sido eles, é isto que pregamos, e é isto que vocês creram.
 
Ora, se está sendo pregado que Cristo ressuscitou dentre os mortos, como alguns de vocês estão dizendo que não existe ressurreição dos mortos?
 
Se não há ressurreição dos mortos, então nem mesmo Cristo ressuscitou;
e, se Cristo não ressuscitou, é inútil a nossa pregação, como também é inútil a fé que vocês têm.
 
Mais que isso, seremos considerados falsas testemunhas de Deus, pois contra ele testemunhamos que ressuscitou a Cristo dentre os mortos.
 
Mas se de fato os mortos não ressuscitam, ele também não ressuscitou a Cristo.
 
Pois, se os mortos não ressuscitam, nem mesmo Cristo ressuscitou.
E, se Cristo não ressuscitou, inútil é a fé que vocês têm, e ainda estão em seus pecados”  (1 Co 15.10-17).
Se Cristo não tivesse ressuscitado, como Paulo escreveu a humanidade teria morrido em seus pecados, sem perdão de Deus.
 
 
A humanidade estaria numa condição deplorável e sem possibilidade alguma de serem filhos e pertencentes a família de Deus.
 
 
Se não houvesse a ressurreição toda a pregação do Evangelho, desde Cristo até a atualidade, foi e é inútil.
 
 
Todas as pessoas que têm ouvido e crido na pregação a respeito da pessoa de Jesus, podem testificar da transformação pela qual passaram.
 
 
De onde viria essa transformação? Homem algum, por mais sábio e capacitado que seja, não consegue transformar a si mesmo ou ao próximo.
 
 
Somente uma obra sobrenatural é capaz de mudar o coração do ser humano.
 
 
Por isso, aqueles que recebem Jesus em seu coração podem declarar com alegria:
 
Cristo ressuscitou, aleluia!
Pois, foi por meio dessa morte e ressurreição, que as pessoas receberam perdão, uma nova vida e a esperança de uma vida eterna.
Por isso, não apenas no dia oficial que é celebrada a ressurreição de Cristo, todos os dias, os filhos de Deus, devem celebrar, com alegria a ressurreição de Jesus.
Por que Ele vive, você pode crer num hoje, num amanhã e num futuro de esperança e vida!
Ouça a mensagem ‘Cristo ressuscitou, aleluia’ e tenha sua esperança renovada:

 

Comunicação CERV

As joias de Deus

As joias de Deus são citadas por Jesus em Mateus 25.40:

 

“O Rei responderá: Em verdade vos digo que quantas vezes o fizestes a um destes meus irmãos mais pequeninos, a mim fizestes”

 

Essas joias são os “pequeninos” ou “menores” que precisam conhecer a verdade divina: A Palavra de Deus.

 

E quem seriam esses pequeninos?

 

 
Os pobres, os doentes, os prisioneiros, os marginalizados, os idosos, os adultos, os jovens e as crianças.
 
São pessoas que necessitam conhecer a pessoa de Jesus Cristo de Nazaré!
 
E como elas terão conhecimento da verdade?
 

Por meio da sua vida.

 
 
Porém, para ser um pregador do Evangelho é necessário ser transformado pelo poder de Deus.
 

E isso só acontece a partir do momento que a pessoa se posiciona diante das verdades bíblicas a ela reveladas.

 
A Bíblia afirma que:
 

“Desde os dias de João Batista até agora, o Reino dos céus é tomado à força, e os que usam de força se apoderam dele (Mt 11.12).

 
 

Reino de Deus é alcançado por esforço e  para isso é fundamental ouvir e  obedecer a voz do Espírito Santo.

 

As verdades divinas precisam substituir as mentiras das trevas, do Diabo.

 

Escolher uma vida de hipocrisia fará com que a pessoa perca a própria salvação e não cumpra o propósito da sua vida que é pregar o Evangelho.

 

Por isso, Jesus deve ser o principal amor da vida daquele que se diz filho de Deus.

 

E para que esse amor aumente a pessoa precisa conhecê-lo por meio da Bíblia. Ser um praticante da Palavra e ser cheio do Espírito Santo.

 
 
 
 
Vivendo dessa forma será possível alcançar as joias de Deus, tão preciosas para o Senhor.
 

Há alguma dessas joias perto de você?

 

Como você pode alcançar essas pessoas para o Senhor Jesus?

 

Ore e peça ao Espírito Santo que coloque em seu coração o amor e o desejo de viver para Jesus e alcançar as joias de Deus.

 
Ouça a mensagem ‘As joias de Deus’ e seja edificado pela Palavra do Senhor:

 

Comunicação CERV

Filho, volta

Filho, volta é uma mensagem que trata sobre o perdão e o amor de Deus pelos seus filhos.

É o convite do Senhor para seus filhos, que o abandonaram, para retornarem a casa Dele.

Muitos saíram literalmente da igreja, da Casa de Deus, mas há aqueles que ainda permanecem fisicamente, mas estão com seus corações distantes do Senhor.

O problema em ambas situações é que quanto mais longe de Deus e de seus propósitos, mais difícil fica a volta.

E essa volta torna-se dificultosa porque normalmente as pessoas têm dificuldade de pedir perdão e reconhecer seus erros.

Até apresentam remorso, que parece arrependimento, mas não passa de uma emoção momentânea.

Isso faz com que as pessoas vivam mais distantes dos planos e dos propósitos de Deus.

A questão é que Deus, como Pai, deseja o melhor para os seus filhos. Ele não tem prazer em ver o mal, a derrota ou a desgraça dos seus.

Para ilustrar esse amor imensurável do Senhor como Pai, Jesus contou a seguinte parábola:

“Jesus continuou: “Um homem tinha dois filhos.

O filho mais jovem disse ao pai: ‘Quero a minha parte da herança’, e o pai dividiu seus bens entre os filhos.

Alguns dias depois, o filho mais jovem arrumou suas coisas e se mudou para uma terra distante, onde desperdiçou tudo que tinha por viver de forma desregrada.

Quando seu dinheiro acabou, uma grande fome se espalhou pela terra, e ele começou a passar necessidade.

Convenceu um fazendeiro da região a empregá-lo, e esse homem o mandou a seus campos para cuidar dos porcos.

Embora quisesse saciar a fome com as vagens dadas aos porcos, ninguém lhe dava coisa alguma.

Quando finalmente caiu em si, disse: ‘Até os empregados de meu pai têm comida de sobra, e eu estou aqui, morrendo de fome

Vou retornar à casa de meu pai e dizer: ‘Pai, pequei contra o céu e contra o senhor, e não sou mais digno de ser chamado seu filho. Por favor, trate-me como seu empregado’.

Então voltou para a casa de seu pai. Quando ele ainda estava longe, seu pai o viu. Cheio de compaixão, correu para o filho, o abraçou e o beijou.

O filho disse: ‘Pai, pequei contra o céu e contra o senhor, e não sou mais digno de ser chamado seu filho’.

O pai, no entanto, disse aos servos: ‘Depressa! Tragam a melhor roupa da casa e vistam nele. Coloquem-lhe um anel no dedo e sandálias nos pés.

Matem o novilho gordo. Faremos um banquete e celebraremos, pois este meu filho estava morto e voltou à vida. Estava perdido e foi achado!’. E começaram a festejar.

Enquanto isso, o filho mais velho trabalhava no campo. Na volta para casa, ouviu música e dança, e perguntou a um dos servos o que estava acontecendo.

 O servo respondeu: ‘Seu irmão voltou, e seu pai matou o novilho gordo, pois ele voltou são e salvo!’

O irmão mais velho se irou e não quis entrar. O pai saiu e insistiu com o filho, mas ele respondeu: 

‘Todos esses anos, tenho trabalhado como um escravo para o senhor e nunca me recu­sei a obedecer às suas ordens. E o senhor nunca me deu nem mesmo um cabrito para eu festejar com meus amigos.

Mas, quando esse seu filho volta, depois de desperdiçar o seu dinheiro com prostitutas, o senhor comemora matando o novilho!’.

O pai lhe respondeu: ‘Meu filho, você está sempre comigo, e tudo que eu tenho é seu.

Mas tínhamos de comemorar este dia feliz, pois seu irmão estava morto e voltou à vida. Estava perdido e foi achado!” (Lucas 15.11-32).

O desejo do pai da parábola era o melhor para seus dois filhos. Entretanto, chegou um ponto que o filho mais novo pediu sua herança e partiu da casa do pai.

O que ele não pensou é que longe do Pai, dos caminhos de Deus, não há razão de ser.

No princípio suas escolhas pareciam as mais corretas, afinal, tudo estava dando certo: dinheiro, diversão e muitos amigos.

Porém, depois que o dinheiro acabou, as amizades e alegrias foram embora. E ele ficou só.

Esse jovem estava sozinho, derrotado e em miséria ao ponto de que lhe restava apenas o trabalho e a comida dos porcos.

Muitas das vezes, assim como esse jovem da parábola, as pessoas vão de mal a pior.

E quando estão no fundo do poço reconhecem a miséria espiritual e a derrota que abrange todas as áreas da vida.

Então, nesse momento recordam-se da Casa do Pai.

Nesse momento é necessário fazer uma escolha: permanecer onde está ou retornar para os braços do Pai.

Talvez, seja esse o seu caso, você saiu da presença e da casa do Pai. Está vivendo longe dos propósitos de Deus.

O Senhor tem perdão e amor para você, por isso Ele diz: Filho, volta!

Hoje, o Senhor declara a você: Filho, volta! E para você retornar há dois passos fundamentais:

1- Reconhecer seus pecados e arrepender-se.

2- Regressar definitivamente para a Casa do Pai

Será na presença de Deus, na Casa Dele, que você será restaurado e cuidado para, então, retornar aos propósitos que Ele tem para a sua vida.

O Senhor tem perdão e amor para você, por isso Ele diz: Filho, volta!

Ouça esta canção e seja recebido nos braços do Pai

Filho, volta, pois o amor e o perdão do Pai te espera. Uma nova vida em Cristo Jesus está disponível para você!

Ouça a mensagem ‘Filho, volta’ e receba o amor e o perdão do Pai:

Comunicação CERV

O sentido do Natal

O sentido do Natal se encontra no nascimento de Cristo no seu coração

Todos sabem que, no natal, comemora-se o nascimento de Jesus Cristo. Mas, quem é Jesus e para que ele nasceu?

Para responder esta pergunta vejamos o que o apóstolo Paulo escreveu para seu filho na fé, Timóteo:

Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal (1Timóteo 1.15)

Que Jesus veio ao mundo, ninguém duvida. A própria historia geral cita esse fato. Alias, todos os outros fatos históricos ficaram divididos entre antes e depois de Cristo.

Ele se tornou um ponto de referência universal. Quanto a veracidade de sua existência, existe comum acordo. Mas, quanto ao propósito da sua vinda, começam as polêmicas, que se originam em meras opiniões humanas.

O que o texto bíblico diz é que Jesus veio para salvar os pecadores. Ele não veio fundar uma nova religião, nem criar uma nova linha de pensamento filosófico. Ele veio salvar os pecadores.

Saiba um pouco mais sobre o Natal

O que é salvação? Libertação e livramento. Libertação no sentido presente: Quando alguém se entrega a Cristo, ele o liberta dos vícios, das angustias existenciais, da infelicidade, e das opressões espirituais.

A salvação é também livramento no sentido futuro. Os que aceitam a Cristo ficam livres da condenação eterna que sobre eles recairia no juízo final.

O apóstolo Paulo termina o versículo com as seguintes palavras :

dos quais eu sou o principal

Ele disse que a salvação era para os pecadores e que ele se considerava o principal deles. Isto é reconhecimento do estado pecaminoso.

A parte de Deus na obra da salvação foi enviar Jesus para morrer em nosso lugar, recebendo sobre si o castigo que seria nosso. A nossa parte é reconhecer que somos pecadores e que precisamos do perdão que Cristo oferece.

Jesus é o medico espiritual que atende com amor a todos os que reconhecem a doença do pecado. Ele ama a todos e diz: “Vinde a mim todos vos que estais cansados e oprimidos e eu vos aliviarei.” (Mateus 11.28)

Reconheçamos pois nossa situação e oremos :

Senhor Jesus, sou pecador. Estou perdido e condenado. Preciso de ti. Eu creio que tu morreste em meu lugar. Tu assumiste a minha culpa e o castigo que seria meu. Agora, eu te aceito como meu Senhor e suficiente Salvador. Entrego a ti a minha vida e tudo que sou. Perdoa todos os meus pecados e ajuda-me a evita-los. Transforma-me para que eu possa viver para a tua honra e morar contigo na eternidade, Amém!

Entenda o significado do Natal

Você pode falar com Cristo agora mesmo onde você estiver. Se você o fizer com fé e com um sincero desejo de ter uma experiência real com ele, sua vida será transformada.

Só assim você poderá ter um FELIZ NATAL, pois, dessa forma, o nascimento de Jesus fará diferença para a sua vida, como fez para mim e para milhares de pessoas em todo o mundo.

Pr. Anísio Renato de Andrade

Aprenda sobre “O sentido do Natal” participe dos nossos cultos. Para saber sobre e dias e horários de celebração ligue: (31) 3451-5956 ou envie e-mail para: contato@restaurandovidascerv.com.br

Missões na família

Missões na família começa por meio da primeira alma que é salva por Jesus. E você que lê este texto pode ser a chave para Jesus entrar na sua família.

Quando Jesus salva uma pessoa e passa habitar no coração dela, é iniciada uma obra de transformação e santificação.

Os vícios e maus hábitos são eliminados e as ações e reações são modificadas.

Isso ocorre porque não é mais a carne que domina o homen, mas sim o Espírito Santo de Deus.

Aprenderemos a respeito de missões na família por meio da história da prostituta Raabe.

Em Josué, capítulo 2, a Bíblia nos relata como a salvação entrou na casa desta mulher.

Raabe já tinha ouvido falar do Deus de Israel e fez um pedido aos espias que iam destruir Jericó:

Agora pois, peço-vos, jurai-me pelo Senhor que, como usei de bondade para convosco, vós também usareis de bondade para com a casa e meu pai; e dai-me um sinal seguro Js 2.12

Saiba como salvar a sua família

Ela pediu para que toda a sua família fosse salva. E para que isso acontecesse era necessário colocar uma fita vermelha na janela, como sinal para os espias.

A questão é que Raabe precisaria levar toda a sua família para a casa dela, que possivelmente poderia ser o local onde ela se prostituía.

Era necessário que ela tivesse coragem para salvar toda a sua casa.

E você, será que tem sido corajoso (a) para pregar o Evangelho a sua família? Você é um bom exemplo?

Para levar uma pessoa a Jesus Cristo é necessário dedicação em oração, jejum e também investir tempo com essa pessoa.

 

 

Entenda o poder que há na sua oração

As almas estão clamando por socorro, por auxílio e somente nós, que temos Jesus, podemos levar salvação e auxilio a elas.

É necessário mostrar para as pessoas a pessoa preciosa de Jesus que mora em nosso coração.

Retornando para a história de Raabe, a Bíblia nos conta que ela e toda a sua família foi salva.

Aquela mulher, prostituta, sem valor para a sociedade, mas especial para Deus trouxe vida para a sua casa.

Muitos livros a frente do de Josué, já no livro de Mateus, é possível encontrar a genealogia de Jesus.

Nesta genealogia encontra-se o nome de Raabe. Ela faz parte da família de Davi e Jesus é nascido da raiz de Davi.

Jesus mudou a história desta mulher e ela mudou a história da própria família.

E você? Já teve a sua história transformada por Jesus? Se sim, o que tem feito para mudar a história da sua família?

Ouça a mensagem Missões na família e permita que o Espírito Santo mostre a você como salvar a sua família:

 

Saiba mais sobre o assunto “Missões na família”, participe do Culto da Família celebrado mensalmente, no último domingo, às 19 horas, na CERV.
Mais informações ligue: (31) 3451-5956 ou envie um e-mail para contato@restaurandovidascerv.com.br

Termina o mês de evangelismo

Hoje encerra-se mais um mês de evangelismo na CERV

Equipe evangelizando no bairro Jardim Europa

Termina mais um mês de evangelismo em nossa igreja, com a convicção de que o IDE do Senhor Jesus foi realizado com sucesso.

A cada domingo tivemos um número expressivo de irmãos empenhados em levar a Palavra de Deus em vários locais.

Equipes trabalharam nos semáforos, de casa em casa, realizando visitas em lares e hospitais e também nos ônibus de BH.

Saiba como ter um coração missionário

Equipe evangelizando nos ônibus da Estação Pampulha

Homens, mulheres, jovens e crianças receberam a semente da Palavra de Deus e vidas se reconciliaram e se renderam a Cristo.

Termina o mês de evangelismo, mas a missão de continuar evangelizando continua.

Toda a igreja é convocada a permanecer cumprindo o Ide de Jesus.

Em casa, no trabalho, na escola, na faculdade, na rua e onde mais  o Senhor Jesus levar cada irmão.

Faça um propósito com Deus de continuar pregando o Evangelho e não permita que a chama do amor pelas almas se apague em seu coração.

Missões está no coração de Deus e também deve estar no coração de todos os membros da CERV e do Corpo de Cristo.

Aprenda mais sobre evangelismo, participe em setembro do Mês de Missões. Serão 30 dias dedicados a aprender a respeito de missões e inteirar-se sobre a obra missionária da Igreja de Cristo na Terra!
Mais informações ligue: (31) 3451-5956 ou envie um e-mail para: contato@restaurandovidascerv.com.br

Salve a sua família

Salve a sua família é uma mensagem para incentiva-lo a zelar pela vida espiritual da sua família.

A partir do exemplo da prostituta Raabe, que encontra-se no livro de Josué. Aprenderemos a importância de nos esforçarmos para ver a salvação da nossa família.

Por meio da fita escarlate (tipifica o sangue de Jesus que nos dá a salvação) amarrada em sua janela, Raabe e sua casa foram salvos da destruição de Jericó.

Em primeiro lugar ela creu que o Deus de Israel era o único Deus, capaz de salvar e transformar.

Em segundo lugar ela clamou pela salvação de sua família e agiu para que isso acontecesse.

Diante da conduta dessa mulher podemos refletir: Como tenho desenvolvido a minha salvação?  E o que tenho feito para que toda a minha casa conheça e viva para o Senhor?

Saiba como fazer de Jesus o centro da sua família

Raabe, uma prostituta, conheceu a Deus e isso lhe concedeu duas importantes menções na Bíblia.

Ela apareceu na Genealogia de Jesus Cristo, como tetra avó de Davi. E na galeria dos heróis da fé é citada como exemplo de fé e perseverança.

Qual a sua proximidade com Jesus? Como está o seu relacionamento com o Ele que é a verdade e a Palavra?

Você tem se dedicado ao jejum, oração e estudo da Palavra? São essas disciplinas espirituais que lhe garantirá uma vida fixada e firmada na rocha, inabalável!

E a sua fé e perseverança em relação a sua família? O quanto você ora por seu cônjuge, filhos, pais e irmãos?

Deus pode realizar a obra de salvação, mas será que a incredulidade não dominou o seu coração a ponto de faze-lo desistir da sua família?

É necessário reexaminar o coração e verificar como estamos perante o conhecimento que temos de Deus e da Sua Palavra.

Refletir a respeito da nossa conduta em casa e para com Deus. Será que não temos side negligentes e temos sustentado uma aparência de espirituais para os outros?

Jesus reprovou a vida daqueles que se julgavam espirituais por orarem em voz alta e cumprirem cabalmente a lei, mas terem um coração impuro.

A sinceridade com nós mesmos e com Deus é fundamental para um relacionamento com Ele e com a nossa família.

Salve a sua família:
  • Orando
  • Jejuando
  • Estudando a Palavra
  • Dando bom testemunho dentro da sua casa
  • Participando dos cultos e eventos da igreja
  • Sendo sincero
  • E desafiando-se a cada dia ser um bom filho de Deus

 

Ouça a mensagem Salve a sua família e saiba como ser um instrumento de salvação e bênção no seu lar:
Conheça o nosso ministério, faça-nos uma visita! A CERV fica à Rua Érico Veríssimo, 1167- Santa Mônica. Mais informações ligue: (31) 3451-5956 ou envie um e-mail para: contato@restaurandovidascerv.com.br

Ele nos amou primeiro

Ele nos amou primeiro. E esse amor foi manifesto na cruz do Calvário.

E foi na cruz, prestes a morrer, que Jesus fez a proclamação de vitória mais importante da história  da humanidade, quando disse:

Está consumado!

Ele cumpriu a Sua missão, e o que aparentemente foi o maior dos fracassos era, na realidade, a vitória mais incontestável.

Ao render o Espírito, Ele derrotou Satanás, despojou-se de todas as hostes malignas.

E, diferente do que muitos pensam, isso não aconteceu na ressurreição, mas no momento em que Jesus entregou Seu Espírito.

Em Colossenses, capítulo 2, versículo 15, diz que foi na cruz:

E, despojando os principados e as potestades, publicamente os expôs ao desprezo, triunfando deles na cruz

Um homem justo passou pela terra sem curvar-Se ao pecado. O segundo Adão não foi seduzido como o primeiro. Mesmo diante do sofrimento tão extremo, Ele venceu, obedeceu ao Pai em tudo.

Passou pela vida sem contrair a dívida da rebelião. Seu sacrifício foi apresentado no Céu como pagamento pela iniquidade de todos nós.

Na cruz Jesus venceu o pecado, mas era também necessário que vencesse a morte.

Nos três dias que se seguiram à cruz, Ele desceu às regiões mais baixas da terra e enfrentou o inferno.

Aprenda mais sobre o amor e misericórdia de Deus

Quando a justiça divina foi satisfeita e a oferta pelo pecado foi aceita, Deus O ressuscitou. Não era possível que os grilhões da morte O retivesse, de forma alguma.

Em Atos, capítulo 2, verso 24, diz assim:

Ao qual, porém, Deus ressuscitou, rompendo os grilhões da morte; porquanto não era possível fosse Ele retido por ela

Ao ressuscitar, Jesus devolveu a vida eterna aos homens e assumiu toda autoridade nos céus e na terra.

Veja Mateus 28.18, em que Ele diz:

…Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra”. E essa autoridade nos foi outorgada por Ele quando disse: “Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda criatura

Por isso hoje podemos repousar sobre a graça e essa autoridade. Um homem conseguiu finalmente reaver tudo aquilo que o primeiro Adão tinha perdido.

Ele é o nosso Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito do Pai, que tornou-Se o Primogênito ao nos fazer filhos e filhas do Pai celestial.

Nossa fé está Nele, o centro da nossa vida é Jesus. Hoje Ele vive! Aleluia!

Quando olhamos para o espelho da Bíblia, dizemos que somos cristãos; a palavra ‘cristão’ não significa aquele que é da religião de cristo, mas, sim, aquele no qual Cristo vive.

A nossa fé é essa vida, não é o nosso esforço em ter a vida cristã, mas a nossa rendição em permitir que Cristo viva por meio da nossa vida.

Que glorioso é isso! Nós O amamos porque Ele nos amou primeiro. Ninguém nos ama mais do que Ele, ninguém nos perdoa como Ele.

Ele é o centro da nossa vida. Se hoje temos vida, é porque um dia Ele deu a própria vida para que tivéssemos vida em abundância. Glorificado seja Seu nome hoje e sempre!

Pr. Márcio Valadão

Aprenda mais sobre o assunto “Ele nos amou primeiro”, participe do Culto da Restauração. Realizado ás terças, às 19:30, na CERV (Rua Érico Veríssimo, 1167- Santa Mônica).
Mais informações ligue (31) 3451-5956 ou envie um e-mail para: contato@restaurandovidascerv.com.br

Lições da Santa Ceia do Senhor

O apóstolo Paulo, em sua primeira carta aos Coríntios, tratou de maneira objetiva sobre a Ceia do Senhor. Jesus mesmo instituiu esse sacramento como um meio de graça para sua igreja. Somente aqueles que foram remidos e lavados no sangue do Cordeiro e confessam o nome do Senhor Jesus, devem participar desse banquete da graça. Só aqueles que discernem o que Cristo fez na cruz são chamados para participar desse sacramento. À luz do texto bíblico (1Co 11.23-34) queremos extrair quatro lições importantes:

1. UMA GLORIOSA MENSAGEM É PROCLAMADA (1CO 11.23-26) – A Ceia do Senhor foi instituída para que a igreja pudesse recordar continuamente o sacrifício vicário de Cristo na cruz a seu favor. Jesus fez grandes milagres e ofereceu à igreja sublimes ensinamentos, mas instituiu um sacramento para ser memorial da sua morte. Todas as vezes que nos assentamos ao redor da mesa da comunhão, estamos proclamando que o corpo de Cristo foi partido e dado por nós e seu sangue foi vertido como símbolo da nova aliança. A morte de Cristo é o eixo central do evangelho. Fomos reconciliados com Deus pela morte de Cristo. É pela sua morte que temos vida. Devemos anunciar a sua morte até que ele venha em glória.

2. UMA SOLENE ADVERTÊNCIA É FEITA (1CO 11.27) – Participar da Ceia do Senhor indignamente é um grave pecado. O indivíduo que assim procede torna-se réu do corpo e do sangue do Senhor. Como uma pessoa pode participar da Ceia de forma indigna? Fazendo-o sem discernimento espiritual, ou seja, sem crer no sacrifício vicário de Cristo. Não podemos nos aproximar da mesa do Senhor de forma digna a menos que reconheçamos a hediondez dos nossos pecados e que foi por eles que Cristo verteu o seu sangue na cruz. Não podemos participar da Ceia dignamente, a não ser que tenhamos plena consciência da nossa indignidade. Essa participação não é um privilégio do mérito, mas uma oferta da graça.

3. UMA ORDEM CLARA É DADA (1CO 11.28,29) – Sempre que somos chamados à mesa da Comunhão olhamos para o passado e contemplamos a cruz. Olhamos para a frente e aguardamos a volta gloriosa de Cristo. Olhamos ao redor e acolhemos em amor os nossos irmãos. Mas, também, olhamos para dentro para examinarmo-nos a nós mesmos. Não somos chamados para examinar os outros, mas para examinar a nós mesmos. Se examinássemos detidamente os nossos próprios pecados, não teríamos tempo para ficar apontando os pecados dos outros. Um superficial exame do nosso próprio coração é que nos torna tão críticos e intolerantes com os outros.

4. UMA DOLOROSA REALIDADE É CONSTATADA (1CO 11.30-34) – A participação desatenta e descuidada da Ceia do Senhor produz resultados desastrosos. Em vez de edificação vem juízo. Em vez de deleite espiritual vem disciplina. Paulo menciona três níveis dessa disciplina: Enfraquecimento, doença e morte. Entre os crentes de Corinto havia gente fraca, enferma e alguns haviam sido ceifados pela disciplina divina. O pecado sempre produz resultados desastrosos, sobretudo, na vida dos crentes.

A Ceia do Senhor é um momento de autoexame e arrependimento, mas também de profunda gratidão e alegria. Devemos nos aproximar da mesa do Senhor com santa reverência e santo temor e ao mesmo tempo com profunda gratidão e imensa alegria. Devemos celebrar essa festa não com o fermento da maldade e da malícia, mas com os asmos da sinceridade e da verdade (1Co 5.7,8).

Rev. Hernandes Dias Lopes

Hoje celebramos a Santa Ceia do Senhor na CERV! Participe conosco deste solene momento. O culto inicia ás 19 horas, no templo que fica à Rua Érico Veríssimo, 1167- Santa Mônica. Mais informações ligue: (31) 3451-5956 ou envie um e-mail para: contato@restaurandovidascerv.com.br

Page 1 of 2

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén