Tag: sabedoria

É para isso que eu tenho Jesus

É para isso que eu tenho Jesus foi o tema do último acampamento da CERV, realizado no mês de Julho deste ano, em Confins (MG).

Durante três dias os irmãos aprenderam, por meio das palestras e devocionais, para quais situações têm Jesus.

Participantes do acampamento

 

Os assuntos abordados nas palestras foram:

Quem sou eu? Porque estou aqui e para onde vou?;

Os benefícios que tenho em Jesus;

Conhecer, experimentar e transmitir o amor de Jesus;

Entendendo para quê tenho Jesus a partir da 1ª carta de Pedro.

Além das palestras, todas as manhãs, em grupos pequenos, foi realizado o devocional Hora a sós com Deus.

O livro estudado foi Salmos, capítulo 119 e até o último dia do acampamento todos meditaram até o versículo 37.

Outro momento importante da programação foi a Vigília, pois a igreja pôde orar e adorar ao Senhor juntos e testemunhar a realização de maravilhas.

Muitos irmãos foram restaurados e vidas foram libertas para a glória de Deus!

 

Como está sua relação com Jesus?

 

Neste ano, participaram do acampamento cerca de 50 pessoas dentre adultos e crianças que puderam desfrutar de um tempo abençoado por Deus.

Segundo a pastora Graça Pitzer, Deus manifestou o seu amor de uma forma especial e que superou suas expectativas.

Hora a sós com Deus

“Agradeço ao Senhor por ter respondido além das nossas orações! Quantas palavras e testemunhos abençoados e que maravilhas nosso Deus fez na vida dos nossos irmãos! Sou grata a Jesus e a cada pessoa que esteve conosco no acampamento”, declarou.

Para quem foi ao acampamento, a seguir, relembre as ministrações, e você que não pôde estar conosco, ouça e permita que o Espírito Santo fale ao seu coração!

Portanto, lembre-se, para qualquer situação:

É para isso que eu tenho Jesus!

 

Saiba para quê você tem Jesus

A seguir, ouça as mensagens do acampamento É para isso que eu tenho Jesus:
Quem sou eu? porque estou aqui? e para onde vou? (Parte 1)
Quem sou eu? porque estou aqui? e para onde vou? (Parte 2)
Os benefícios que eu tenho em Jesus (parte 1)
Os benefícios que eu tenho em Jesus (parte 2)
Conhecer, experimentar e transmitir o amor de Jesus
Entendendo para quê temos Jesus a partir da 1ª carta de Pedro (parte 1)
Entendendo para quê temos Jesus a partir da 1ª carta de Pedro (parte 2)

 

Mais informações sobre a CERV ligue: (31) 3451-5956 / 9930-96957 ou envie um e-mail para: contato@restaurandovidascerv.com.br

 

Comunicação CERV

Famílias vivendo em sabedoria e comunhão

Famílias vivendo em sabedoria e comunhão ensina a importância de cada membro da família viver segundo a Palavra de Deus.

 

pais, avós, filhos, netos

Para entender como desempenhar seu papel com excelência, veja o que a Bíblia diz:

“Ensine os homens mais velhos a serem sóbrios, dignos de respeito, sensatos, e sadios na fé, no amor e na perseverança.
Semelhantemente, ensine as mulheres mais velhas a serem reverentes na sua maneira de viver, a não serem caluniadoras nem escravizadas a muito vinho, mas a serem capazes de ensinar o que é bom.
Assim, poderão orientar as mulheres mais jovens a amarem seus maridos e seus filhos, a serem prudentes e puras, a estarem ocupadas em casa, e a serem bondosas e sujeitas a seus próprios maridos, a fim de que a palavra de Deus não seja difamada.
Da mesma maneira, encoraje os jovens a serem prudentes.
Em tudo seja você mesmo um exemplo para eles, fazendo boas obras. Em seu ensino, mostre integridade e seriedade” (Tito 2.2-7).

As orientações acima são úteis para que, cada um, agindo conforme a Bíblia, contribua para que a família viva em sabedoria.

 

A sabedoria é muito importante para o lar, pois é a base forte dos relacionamentos e da vida espiritual da família.

 

O lar deve ser um lugar de paz, de vida, onde todos sintam-se felizes e contentes de estar e também retornar.

 

Em Provérbios 24.3 e 4 Salomão bem observou:

 

Com sabedoria se constrói a casa, e com discernimento se consolida. Pelo conhecimento os seus cômodos se enchem do que é precioso e agradável

 

Famílias que escolhem construir as bases dos seus relacionamentos sobre a sabedoria (Bíblia) desfruta de bênção e riquezas sobrenaturais.

 

Saiba como realizar o culto doméstico

 

As famílias que negligenciam a Palavra de Deus estão fadadas ao fracasso espiritual.

 

Então, além da oração, jejum e estudo da Palavra é importante que cada pessoa vigie, principalmente no falar.

 

O seu falar seja sempre agradável e temperado com sal, para que saibam como responder a cada um Cl 4.6

 

Usar as palavras com sabedoria é fundamental para manter a comunhão, para que não haja quebra dos laços de amor.

 

Entenda como é importante servir dentro do seu lar

 

Uma forma de manter a comunhão na família é exercer o diálogo e o compartilhar por meio de reuniões.

 

Essas reuniões são de suma importância para as decisões financeiras que atingem a família e reparar as arestas nos relacionamentos.

 

Portanto, para se ter Famílias vivendo em sabedoria e comunhão, é importante:

  1. Fundamentar o lar na Palavra de Deus
  2. Criar oportunidades para a comunhão por meio do culto e reuniões

 

Comunhão com Deus, com a Palavra e uns com os outros.

 

Ouça a mensagem ‘Famílias vivendo em sabedoria e comunhão’ e edifique a sua casa:

 

Comunicação CERV

Mães sábias

Possivelmente, na 1ª viagem missionária de Paulo, durante sua estadia na cidade de Listra, a família de Lóide tenha se convertido.

Já em sua segunda viagem missionária, quando o apóstolo regressa àquela cidade, leva consigo o jovem Timóteo. Paulo investiu em Timóteo, preparando-o para ser líder e continuar sua missão naquela geração.

E em sua última carta, encorajou o jovem a perseverar e prosseguir na jornada até o fim.

Paulo escreveu dizendo que orava por Timóteo dia e noite, trazendo à memória sua fé não fingida, que habitara primeiro em sua avó Lóide e em sua mãe Eunice (2Tm 1.3-5).

Entenda o valor incomparável de uma mãe

Eunice era uma jovem judia, que se casara com um grego. A Bíblia não nos fala a respeito de seu esposo. Não sabemos como era o seu relacionamento com ele, mas podemos perceber a sua influencia dentro do lar ao observarmos que Timóteo não era circuncidado.

Eunice e Lóide tornam-se símbolos cristãos na educação dos filhos.

Contudo, sobre a vida desse jovem, prevaleceram as orações e a firmeza da fé de Eunice. Conforme podemos inferir pelos escritos de Paulo (2Tm 3.14,15).

Certamente, a fé de Eunice e sua mãe marcou o apóstolo. Afinal, dentre tantas judias que ele conhecera, foi a elas que destinou seus elogios. Eunice e Lóide tornam-se símbolos cristãos na educação dos filhos.

Timóteo crescera “respirando Bíblia”. Sua mãe e avó presentearam-lhe com a semente da Palavra de Deus, que brotou em sua vida e fez dele um continuador da obra de Paulo.

Na família, em geral, é a mulher que passa mais tempo em casa, o que lhe propicia o maravilhoso privilégio de ministrar e ensinar a Palavra de Deus aos filhos.

A mãe de Wesley, por exemplo, teve dezenove filhos e os levou a decorar textos bíblicos e as letras dos hinos que cantavam na igreja, desde pequeninos.

Aprenda mais sobre a importância da maternidade

Dois de seus filhos tornaram-se grandemente usados pelo Senhor como avivalistas. Estes foram John Wesley, que evangelizou milhares, pregando a Palavra com poder e Charles Wesley, que compôs inúmeros hinos avivados.

Isso somente é possível quando mães se colocam verdadeiramente na posição de mulheres sábias e prudentes. Você tem tirado tempo para meditar na Palavra de Deus e para ensiná-la aos seus filhos?

 

Texto adaptado da Pra. Ângela Valadão, portal lagoinha.com

Aprenda mais sobre ‘Mães sábias’ participe hoje do culto, às 19 horas, na CERV (R. Érico Veríssimo, 1167- Santa Mônica – BH/MG).

Amar a Deus: a base do casamento

Ouça a mensagem Amar a Deus: a base do casamento e tenha seu casamento transformado e edificado

Todo problema que acontece entre o casal, no matrimônio, ocorre pela ausência de algo fundamental no relacionamento: amar a Deus sobre todas as coisas.

Para compreender a importância de amar a Deus para o casamento vejamos o que Deus ordena em sua Palavra:

“Estes são os mandamentos, os decretos e os estatutos que o Senhor, seu Deus, me encarregou de lhes ensinar. Não deixem de cumpri-los na terra que em breve vocês possuirão.

Vocês, seus filhos e netos temerão o Senhor, seu Deus, enquanto viverem. Se obedecerem a todos os seus decretos e mandamentos, desfrutarão de vida longa.

Ouça com atenção, Israel, e tenha o cuidado de obedecer. Então tudo irá bem com vocês e terão muitos filhos na terra que produz leite e mel com fartura, exatamente como lhes prometeu o Senhor, o Deus de seus antepassados.

 “Ouça, ó Israel! O Senhor, nosso Deus, o Senhor é único!

Ame o Senhor, seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de toda a sua força.

Guarde sempre no coração as palavras que hoje eu lhe dou.

Repita-as com frequência a seus filhos. Converse a respeito delas quando estiver em casa e quando estiver caminhando, quando se deitar e quando se levantar.

Amarre-as às mãos e prenda-as à testa como lembrança.

Escreva-as nos batentes das portas de sua casa e em seus portões” (Dt 6.1-9)

O versículo cinco declara que os filhos de Deus devem amá-lo com todo seu coração, alma e força. Entretanto, não é isso que pode ser visto ao observar-se os problemas enfrentados no casamento.

A falta de amor a Deus acelera o processo do fim do casamento

Quando a pessoa escolhe não amar a Deus ela se torna egoísta. E o egoísta jamais amará a Deus. Mesmo que fale, suas atitudes demonstram o contrário.

E essa atitude prova que a Palavra de Deus não está guardada no mais profundo do coração da pessoa.

Triângulo perfeito: homem e mulher buscando Deus resultará em um casamento abençoado

Essa falta da presença de Deus no relacionamento é que resulta em graves problemas causando a dissolução do matrimônio.

Se Deus é que rege esse casamento, ainda que haja dificuldades, no Senhor conseguirão solucionar a situação.

Quando o casal não ama a Deus, não dando lugar no coração para a Palavra, surgem sentimentos malignos, tais como: desamor, falta de respeito, vingança, infidelidade, pirraça, ódio, dentre outros sentimentos terríveis.

E isso oferece a Satanás a oportunidade que Ele precisa para dominar e interferir na relação conjugal.

Saiba como salvar a sua família

Se não é Deus e nem as Suas Palavras que têm ocupado o coração e a mente do casal, com certeza são outras coisas.

Aí podem ser citadas: festas, amizades com pessoas que não temem ao Senhor, programas televisivos que não enriquecem a comunhão com Deus e um com o outro, e etc.

Logo, quem exerce influência e domínio no casamento é Satanás, não O Senhor.

Portanto é necessário que o casal mude começando por morrer para si mesmo e escolher a amar a Deus e a obedecê-lo.

Observe o que o apóstolo Paulo escreve ao marido e a esposa:

“Esposas, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor.

Pois o marido é o cabeça da esposa, como Cristo é o cabeça da igreja. Ele é o Salvador de seu corpo, a igreja.

Assim como a igreja se sujeita a Cristo, também vocês, esposas, devem se sujeitar em tudo a seu marido.

Maridos, ame cada um a sua esposa, como Cristo amou a igreja. Ele entregou a vida por ela,

a fim de torná-la santa, purificando-a ao lavá-la com água por meio da palavra” (Ef 5.22-26).

A mulher deve ser submissa ao marido, mas não ser feita de escrava, pelo contrário, ela é auxiliadora, não empregada.

Homem de verdade faz as mesmas atividades que a esposa dentro de casa.

E deve amar a esposa com o mesmo amor de Cristo.

Se cada um buscar com dedicação ser esse homem e essa mulher será um caminho excelente para o sucesso no casamento.

E que cada um possa, nessa busca de ser homem e a mulher que ama e agrada a Deus, zele pelo seu coração.

“Sobretudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida” (Pv 4.23)

Aprenda a valorizar seu casamento

Não permita que o Inimigo semeie o mal e contendas um contra o outro, pois é isso que Satanás deseja.

“Pois eu bem sei os planos que estou projetando para vós, diz o Senhor;
planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança.
Então me invocareis, e ireis e orareis a mim, e eu vos ouvirei.
Buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração.
E serei achado de vós, diz o Senhor” (Jr 29.11-14a)

Como casal, volte-se para o Senhor e abandone as coisas deste mundo e os seus deleites enganosos.

Foque seu coração em buscar o Reino de Deus, pois todas as demais coisas virá como acréscimo da parte do Senhor.

Não se esqueça:

Amar a Deus: a base do casamento

Construa seu casamento numa base sólida e essa base é Deus e a Sua Palavra!

Ouça a mensagem ‘Amar a Deus: a base do casamento’:
Parte1

 

Parte 2

 

 

Comunicação CERV

Aprendi

Aprendi… e, ao olhar para o ano que se passou, agradeço. Pois vivi experiências que me marcaram e agregaram valores inesquecíveis…

Aprendi que esperar é difícil quando se quer ter o controle de tudo. Mas quando se entrega tudo nas mãos de Deus fica bem mais fácil.

Aprendi que orar é mais do que remédio de última hora, mas de todas as horas.

Aprendi que na Palavra de Deus encontro mais respostas do que minha mente humana consegue formular.

Aprendi que ninguém precisa conhecer e se relacionar com Cristo pela dor. Mas que, ainda assim, é nesse momento que muitos O têm conhecido.

Aprendi que as pessoas gostam de julgar pela aparência. Mas, quando se tem a convicção de quem se é em Cristo, isso não faz diferença.

Aprendi que diploma e carreira são importantes.

Porém, há situações em que eles não farão diferença, mas sim o Cristo que carrego no coração.

Saiba como ser perseverante em 2018

Aprendi que as pessoas sempre questionam as boas ações.

Isso acontece por causa do curso deste mundo. Então, elas estão ficando desacostumadas a ouvir:

“Bom dia!”, “Obrigada” ou “Deixe-me te ajudar!”.

Aprendi que há pessoas que se importam com as suas lutas e dificuldades.

E elas têm sempre a mão estendida, o afago do abraço e palavras de sabedoria.

Aprendi que muitas vezes não serão as suas palavras a consolar alguém, mas a sua presença.

Aprendi que quando faltar palavras, segurar a mão de alguém significa: “Ei, eu estou aqui, conte comigo!”.

Aprendi que todo dia tem muita gente morrendo.

E, ao mesmo tempo, tem muita gente nascendo. E isso torna a criação de Deus ainda mais bela e misteriosa.

Aprendi que quando se esgotam as ações humanas, é aí que Deus entra na história e faz o impossível acontecer.

Aprendi que é preciso acreditar até o fim, mesmo que o fim não aconteça conforme as minhas orações.

Faça metas para 2018

Aprendi que quando se está longe de casa o que mais desejamos é estar lá. Não pela estrutura física, mas pelo aconchego e amor das pessoas que nela moram.

Aprendi que não vale a pena perder tempo com raiva, mágoa e com o passado.

A vida passa tão rápido e o tempo que se perde com esses sentimentos poderia ser investido em perdão, amor e em viver um hoje diferente.

Aprendi que uma lágrima no fim da vida não é só tristeza pela partida, mas a certeza de missão cumprida e carreira percorrida.

Aprendi que nenhum dinheiro nesta terra se compara a alegria de estar no lugar certo e fazendo exatamente o que Deus queria.

Aprendi que amar vai além de dizer: “Eu te amo!”.

Amar é verbo de ação, é presença, é negar a si mesmo.

É muitas vezes ir além dos limites físicos e ainda assim ficar contente porque o outro está bem e feliz.

Aprendi que juntando todos os “aprendis” escritos aqui, mais outros que não couberam, poderia resumir na seguinte sabedoria:

Só vale a pena viver e aprender porque Jesus vive em mim!

Saiba mais sobre os assuntos tratados no texto “Aprendi”, participe dos nossos cultos!
Mais informações ligue: (31) 3451-5956 ou envie um e-mail para: contato@restaurandovidascerv.com.br

Kátia Brito

O poder da escolha na família

O poder da escolha na família trata sobre a importância das escolhas corretas para o sucesso das relações no seio familiar.

A Bíblia relata que Adão e Eva, primeiro casal criado por Deus, receberam do Senhor o poder da escolha.

No capítulo 2 de Gênesis, Deus concede a Adão e Eva o direito de desfrutar de todas as árvores do jardim.

A única árvore proibida era a árvore do fruto do Bem e do Mal. Junto a proibição Deus apresenta a punição, caso escolhessem desobedecer.

Aprenda sobre a importância da obediência para a sua família

O casal era conhecedor da verdade, porém, a invigilância de ambos trouxe um sério problema para a família.

Eva foi a primeira a ser enganada. Seu primeiro erro foi estabelecer diálogo com a serpente.

Como conhecedora de toda a criação de Deus a mulher deveria saber que serpentes não falam.

Naquele momento Eva não teve discernimento espiritual para entender que quem falava com ela era Satanás.

Muitas vezes o Inimigo usa a vida de um dos membros da família para tentar causar situações de conflito.

Por isso, é necessário que todos busquem estar vigilantes e orem por discernimento para não caírem na cilada de Satanás.

Além de conversar com o Diabo, Eva cometeu outro erro: transmitir ao Inimigo palavras que Deus havia dito apenas a ela e ao seu esposo.

A partir dessas brechas a serpente pode começar a lançar dúvidas no coração de Eva quanto a Palavra de Deus.

E o poder de escolha na família tem peso maior a partir desse diálogo.

A dúvida é lançada e entre a Palavra de Deus e a de Satanás, Eva escolhe dar ouvidos as palavras do Inimigo.

A escolha é individual, entretanto, tanto a escolha do homem quanto a da mulher geraram consequências para toda a família.

Saiba como ser a diferença na sua família

Na história, os dois escolheram errado. A culpa não é apenas de um, mas nenhum dos dois assumiu a responsabilidade da escolha que fizeram.

Na Bíblia é possível ler que Adão responsabiliza Eva pela escolha que fez e Eva responsabiliza a serpente.

Nenhum deles teve a coragem de assumir que erraram porque escolheram errado.

Hoje, em muitos relacionamentos conjugais e dentro da família acontece a mesma situação.

Ocorre um problema e a culpa não é da pessoa, mas sim do outro. Não é porque o outro errou que a pessoa também deve errar.

O pecado de Eva não justifica o de Adão e vice- versa.

A história da primeira família criada por Deus serve para nos ensinar que cada membro da família deve se responsabilizar por suas escolhas.

Cada um, como conhecedor da Palavra de Deus deve buscar viver em obediência e cumprindo de forma correta o seu papel na família.

Não é necessário esperar do outro ou basear sua conduta na do outro. O caminho correto está traçado pelas Sagradas Escrituras.

Portanto, faça suas escolhas corretas e seja uma bênção para a sua família, independente de como está o seu lar.

Faça você a sua parte para viver em paz com todos da sua casa.

Ouça a mensagem “O poder da escolha na família” e permita que o Espírito Santo revele ao seu coração se você tem feito as escolhas corretas no seu lar:

 

Aprenda mais sobre “O poder da escolha na família”, participe dos Cultos da Família celebrados mensalmente, no último domingo.
Mais informações ligue: (31) 3451-5956 ou envie um e-mail para: contato@restaurandovidascerv.com.br

Como conhecer a Deus?

Como conhecer a Deus? Está é uma pergunta recorrente entre as pessoas que têm interesse em conhecer ao Senhor.

A leitura das Sagradas Escrituras proporcionam esse conhecimento, mas para torná-lo mais profundo, faz-se necessário fazer um curso teológico.

A Teologia reúne várias disciplinas que ampliam o horizonte das pessoas a respeito de Deus, suas ações, decretos e etc.

E o Seminário Teológico Restaurando Vidas (STRV) possibilita aos seus alunos essa oportunidade.

O curso é oferecido na modalidade Curso Livre, com duração de 2 anos e aulas às segundas, quartas e quintas, das 19:30 ás 22:10.

Conheça nosso curso

Além das disciplinas teóricas, há também as disciplinas práticas que possibilitam aos seminaristas exercerem os conhecimentos aprendidos em sala.

Faça esse investimento na sua vida espiritual e ministerial e aprenda como conhecer a Deus, estude conosco!

Saiba quem são nossos professores

As inscrições para o segundo semestre estão abertas. Não perca a oportunidade de saber como conhecer a Deus!

Mais informações ligue (31) 3504-1341/ 99309-6957 (fale com Kátia) ou envie um e-mail para:seminarioteologico@restaurandovidascerv.com.br

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén