Da Reforma à reforma nos convida a passear pela história do mundo até chegarmos ao importante fato da História da Igreja: a Reforma Protestante.

A seguir, veja alguns importantes acontecimentos da história:

1450 – Ano da  importante invenção do milênio passado: a criação da imprensa, por Gutenberg. A Bíblia foi o primeiro livro impresso;

1492 – Cristóvão Colombo chegava ao continente Americano. O próprio relata, em seu diário, ter sido guiado pelo Espírito Santo;

1497- Vasco da Gama chega as Índias (importante rota comercial da época);

1500 – Descobrimento do Brasil, por Álvares Cabral;

Todos esses fatos tiveram importante contribuição para a história. Entretanto, não foram capazes de retirar o homem das trevas interior.

Apenas em 1517, as trevas humanas começam a ser dissipadas por meio da Reforma Protestante, realizada por Martinho Lutero.

Antes de entrar nesse importante acontecimento é fundamental conhecer, um pouco, da pessoa de Lutero.

Martinho Lutero tinha uma vida dedicada a Deus. Era fiel cumpridor das suas palavras e da religião que seguia.

Ele andava conforme a luz que tinha sobre o Senhor e as Sagradas Escrituras.

O seu desejo de ser correto perante a Deus fazia com que se confessasse ao padre diariamente, por seis horas.

Em 1510, Lutero realizou um sonho: conhecer Roma. O motivo era o fato de lá estarem as relíquias cristãs e as imagens dos apóstolos.

Segundo a doutrina católica, estar perto desses bens sacros o aproximaria mais de Deus.

Ao retornar dessa viagem, mudou-se para a cidade de Winterberg, na Alemanha.

Nesse local, seus questionamentos a respeito da própria fé se intensificaram.

Dentre seus questionamentos estavam: o valor sacro das relíquias, orações e missas para os mortos, a compra de um local no céu, dentre outras doutrinas católicas.

Outra questão que rondava seu coração: por quê o papa não pregava o Evangelho?

Com todas essas questões no seu coração, Lutero formulou algumas teses e decidiu que o melhor dia para divulga-las seria no dia 31 de outubro de 1517.

A razão para tal escolha estaria na presença de vários cristãos,  que vindos de outras cidades, participariam, no dia 1º de novembro, das celebrações do feriado de todos os santos.

E assim, no dia 31 de outubro daquele ano, ele pregou suas 95 teses na porta da catedral de Winterberg.

Saiba mais sobre a Reforma Protestante

A partir desse acontecimento, há uma mudança na história da humanidade e da Igreja.

Ao observarmos a vida de Lutero podemos fazer um paralelo com a vida de outro homem de Deus: o apóstolo Paulo.

Antes de ser Paulo, Saulo era judeu zeloso, dedicado a sua religião e a Deus. Buscava obedecer ao Senhor conforme o entendimento que possuía da fé.

Assim como Lutero, Saulo teve um encontro marcante com Jesus.

O mestre foi ao encontro desses homens de formas diferentes, e os alcançou.

Ambos, foram alcançados pela Graça divina e justificado pela fé em Cristo Jesus:

“Pois não me envergonho das boas-novas a respeito de Cristo, que são o poder de Deus em ação para salvar todos os que creem, primeiro os judeus, e também os gentios.

As boas-novas revelam como opera a justiça de Deus, que, do começo ao fim, é algo que se dá pela fé. Como dizem as Escrituras: “O justo viverá pela fé” (Rm 1.16 e 17).

Por meio desses versículos, mais precisamente o dezessete, Lutero foi desperto pelo Espírito Santo para ter uma nova vida e promover a Reforma da Igreja.

Hoje, por meio dessa Graça redentora, o Espírito Santo deseja fazer uma reforma no coração dos filhos de Deus.

Muitas vezes, aparentemente, o exterior parece estar bem, mas no profundo do coração, tudo vai mal.

Hoje, o Senhor concede a você a oportunidade de ser reformado por Ele.

Não adiante encobrir o pecado, uma hora ele será manifesto, porque ele está dentro do coração.

É necessário retornar ao princípio, as bases da fé e da conversão:

“Portanto, uma vez que pela fé fomos declarados justos, temos paz com Deus por causa daquilo que Jesus Cristo, nosso Senhor, fez por nós.

Foi por meio da fé que Cristo nos concedeu esta graça que agora desfrutamos com segurança e alegria, pois temos a esperança de participar da glória de Deus” (Rm 5. 1 e 2).

Retornar a essa Graça recebida e  que fez (e faz) o ser humano desfrutar de uma vida nova e cheia de esperança.

Graça essa que faz  o homem experimentar aqui nesta Terra, da glória de Deus, da presença real do Senhor.

Assim como a Reforma Protestante mudou a vida de Martinho Lutero e dos rumos da Igreja, hoje, o Senhor deseja reformar sua vida para você ser uma bênção na história da Igreja moderna!

Ouça “Da Reforma à reforma” e seja transformado pelo Espírito Santo:

 

Comunicação CERV