Tag: estudar

Matrículas do Seminário

As matrículas do Seminário Teológico Restaurando Vidas (STRV) encerram-se domingo (11)

Se você deseja estudar teologia em 2018 e servir o Reino de Deus, matricule-se no Seminário Teológico Restaurando Vidas (STRV).

Conheça o nosso curso teológico

As matrículas para o primeiro semestre de 2018 encerram-se no próximo domingo, 11 de fevereiro, às 21 horas.

Para saber a documentação necessária e os valores para investir no seu chamado envie um e-mail para: seminarioteologico@restaurandovidascerv.com.br

Você pode agendar sua matrícula pelos telefones: (31)3504-1341 / 99309-6957 (whatsapp), fale com Kátia Brito.

As aulas deste semestre iniciam-se no dia 19 de fevereiro às 19:30 horas, na CERV (que fica à Rua Érico Veríssimo, 1167- Santa Mônica – BH/MG).

Não se esqueça! As matrículas do seminário encerram-se dia 11 de fevereiro, às 22 horas!

Comunicação CERV

Faça teologia em 2018

Estude em nosso seminário, as matrículas encontram-se abertas!

Faça teologia em 2018, estude  no Seminário Teológico Restaurando Vidas (STRV). Nosso curso (modalidade livre) foi desenvolvido para oferecer aos alunos uma base teológica consistente.

Durante dois anos, serão ministradas 24 disciplinas teóricas e 4 pratícas nas áreas de: oração, servos, louvor e pregação.

Conheça o curso

Além disso, uma vez por semestre, os alunos realizam um Impacto Evangelístico, na região próxima ao local onde está estabelecido o seminário.

Aprenda a Palavra de Deus e seja capacitado para servir ao Senhor e expandir o Reino de Deus nesta Terra.

Nossas matrículas encontram-se abertas e devem ser feitas pessoalmente aos domingos, na CERV (Rua Érico Veríssimo, 1167 – Sta Mônica).

Você também pode agendar sua matrícula via telefone ou e-mail (disponíveis no fim deste texto).

Conheça nossos professores

Os documentos e dados necessários serão fornecidos pessoalmente, por telefone ou e-mail.

Comunicação CERV

Faça teologia em 2018! Para mais informações ligue: (31) 3504-1341 / 99309-6957 (fale com Kátia Brito) ou envie um email para: seminarioteologico@restaurandovidascerv.com.br

Orando por revelação

“Quando você está lendo um livro em um quarto escuro e acha isto difícil, leva-o para perto de uma janela para receber mais luz. Da mesma forma, leve sua Bíblia a Cristo.” (Robert Murray M’Cheyne)

“Desvenda os meus olhos, para que eu veja as maravilhas da tua lei” Salmos 119.18

Quando desejamos profundamente algo da parte de Deus, levamos isto ao altar do Senhor através da oração. Esta é a maneira de recebermos qualquer coisa que Deus tem para nós. Como Tiago ensinou “Nada tendes, porque não pedis” (Tg 4.2)

O autor do Salmo 119 tinha um anelo pela compreensão da Palavra de Deus, e ele levou tudo em oração ao Senhor. Ele clamou por revelação da Palavra.

Este é um passo básico e fundamental que devemos dar em direção ao conhecimento revelado: orar especificamente por isto! Seja qual for a área das nossas vidas, se quisermos a ação divina, devemos orar.

Mesmo que outros princípios espirituais estejam em operação, devemos clamar ao Senhor, e Ele nos responderá do Céu.

REVELAÇÃO POR TRÁS DA ORAÇÃO

Há uma revelação de Deus quando oramos. O Senhor nos prometeu isto:

“Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas, que não saber” Jeremias 33.3

Deus não disse que Ele simplesmente daria uma resposta ao clamor e à oração, mas que, juntamente com a resposta, também viria revelação, ou seja, o anúncio de coisas grandes e ocultas que não sabíamos.

Em outras palavras, Deus, além de responder a oração, revela mistérios.

Vemos um claro cumprimento desta palavra do Senhor no Livro de Daniel. Quando Daniel achegou-se ao Senhor em oração pelo seu povo, a consequência foi que Deus lhe deu tremendas revelações sobre a sua nação.

Se ansiamos pela manifestação do conhecimento por revelação, temos que orar por isto. O Novo Testamento registra orações que Paulo fazia, pedindo revelação ao Senhor:

“Não cesso de dar graças a Deus por vós, lembrando-me de vós nas minhas orações: Para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos dê em seu conhecimento o espírito de sabedoria e de revelação ” Efésios 1:16-17

Algo que frequentemente tenho feito e aconselhado outras pessoas a fazerem é transformar estas orações à Primeira Pessoa do Singular onde quer que haja pronomes.

Exemplo: ao invés de orar: “que os vossos olhos sejam…”, você pode orar: “que os meus olhos sejam…”

Entretanto, você não tem que fazer estas orações como se estivesse repetindo uma “fórmula mágica”! O ideal é que você expresse o anseio do seu coração pela revelação da Palavra.

Uma coisa, porém, é certa: Se Deus dirigiu a Paulo a orar assim e até mesmo a registrar em suas Cartas que ele realmente orava por isto, então isto significa que o Senhor queria dizer-nos que nós também devemos orar desta forma e Ele responderá!

Pr. Luciano Subirá

Conhecendo a Deus

No evangelho de Lucas, capítulo 4, versos 31 a 37, vemos Jesus indo para uma cidade perversa chamada Cafarnaum. Uma cidade cheia de conflitos, incredulidade, maldade, uma cidade satanizada. Enquanto muitos poderiam pensar que Ele se dirigiria para Jerusalém, para o templo, esse trecho nos mostra Jesus fazendo algo inusitado. E alguém poderia perguntar: mas será que Ele entra ali? Eu respondo: entra, porque Ele veio exatamente com esse propósito. Jesus disse: “Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o que estava perdido” (Lc 19.10).

O texto afirma que a fama de Jesus corria por todos os lugares. Noestudando-a-palavra-de-deus entanto, há uma diferença muito grande entre conhecer a fama de Jesus e conhecer a Jesus. Nós, seres humanos, fomos criados por Deus com um propósito: o de conhecê-Lo. O tempo da nossa peregrinação aqui na Terra é exatamente para conhecermos o Senhor e fazermos a escolha do lugar onde vamos passar a eternidade: no céu ou no inferno, um lugar que não foi feito para ser o destino final do homem.

Jesus não se parecia com Deus, Ele era o próprio Deus.

Quando Jesus vai para Cafarnaum, Ele leva a luz, pois Ele é a luz. Seu ensino não se limitava a conceitos ou regras. Antes, Ele levava as pessoas a conhecerem Deus. Jesus não se parecia com Deus, Ele era o próprio Deus. E o Seu evangelho o poder e a manifestação da autoridade de Deus. Por isso, quando Jesus falava os demônios se manifestavam, até mesmo dentro da sinagoga. Ele não precisava de nada além da Sua palavra para expulsá-los.

De modo semelhante, a fé cristã exclui toda e qualquer superstição. Ela é espiritual, fruto do relacionamento do homem com Deus. É o poder inerente da palavra. A própria salvação entra no coração das pessoas quando elas ouvem a palavra. A fé vem pelo ouvir e o ouvir a palavra de Deus (Rm 10.17).

Mais que conhecer a fama de Jesus, maravilhoso é conhecer o Jesus da fama.

Jesus veio para libertar o homem, para mostrá-lo um caminho diferente: o homem pode ser morada de Deus! Seguir a Jesus é a ventura mais magnífica que o ser humano pode experimentar aqui na Terra. Mais que conhecer a fama de Jesus, maravilhoso é conhecer o Jesus da fama. Ou seja, não conhecê-Lo por meio do que os outros falam, mas experimentando você mesmo tudo o que Ele tem para a sua vida!

 

Texto adaptado do Pr. Márcio Valadão

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén