Tag: ensino

O tempo do chamado de Deus

O tempo do chamado de Deus já está determinado para cada um dos seus filhos.

Antes mesmo dos seus filhos chegarem a este mundo, o Senhor já desenhou o propósito específico de cada um. 

Não existe atraso ou adiantamento, tudo acontece na hora certa, no período certo.

O importante é estar em Deus, fazendo a obra Dele e com atenção a voz do Espírito Santo.

Isso aconteceu na vida dos apóstolos Paulo e Barnabé enquanto serviam a Deus na Igreja de Antioquia:

 

“Na igreja de Antioquia havia profetas e mestres: Barnabé, Simeão, chamado Níger, Lúcio de Cirene, Manaém, que fora criado com Herodes, o tetrarca, e Saulo.
 
Enquanto adoravam ao Senhor e jejuavam, disse o Espírito Santo:
“Separem-me Barnabé e Saulo para a obra a que os tenho chamado”.
 
Assim, depois de jejuar e orar, impuseram-lhes as mãos e os enviaram.
 
Enviados pelo Espírito Santo, desceram a Selêucia e dali navegaram para Chipre” (Atos 13.1-4).
 
Paulo e Barnabé estavam na igreja, servindo como mestres e profetas até que o Espírito Santo os chamou.
 
Esses homens tinham compromisso com a obra e no tempo de Deus foram enviados às nações para proclamar o Evangelho.
 
A Bíblia afirma que Jesus já havia declarado a Paulo  que ele pregaria o Evangelho aos gentios (At 9.15).
 
 
Porém, antes desse chamado se cumprir, Paulo precisou passar por um período de mudanças e aprendizados.
 
Talvez esse seja o seu caso, quem sabe Deus está te capacitando para cumprir com excelência o seu chamado?
 
Outra informação importante do texto de Atos é que o chamado partiu do Espírito Santo e não de homens.
 
Por isso, os filhos de Deus devem aprender a ouvir e a discernir a voz do Espírito Santo.
 
E essa orientação, vale para o chamado. Portanto, não tente dar uma força ou ajuda para o Senhor, Ele sabe a hora certa de te enviar!
 
Ainda no texto é possível notar que Paulo e Barnabé são abençoados pelos irmãos, ou seja, têm o apoio da igreja para o chamado de Deus!
 
Por isso, não faça nada sem a direção do Espírito Santo e principalmente, sem a ajuda da sua igreja.
Ninguém faz a obra do Senhor sozinho. É necessário ir, como Paulo e Barnabé, mas também é fundamental o sustento (espiritual e material) por meio dos que ficam.
Portanto, a partir desse texto e pregação,  tenha o discernimento de que há o tempo do chamado de Deus!
Ouça  A MENSAGEM ‘O tempo do Chamado de Deus’ :

 

Comunicação CERV

Mães sábias

Possivelmente, na 1ª viagem missionária de Paulo, durante sua estadia na cidade de Listra, a família de Lóide tenha se convertido.

Já em sua segunda viagem missionária, quando o apóstolo regressa àquela cidade, leva consigo o jovem Timóteo. Paulo investiu em Timóteo, preparando-o para ser líder e continuar sua missão naquela geração.

E em sua última carta, encorajou o jovem a perseverar e prosseguir na jornada até o fim.

Paulo escreveu dizendo que orava por Timóteo dia e noite, trazendo à memória sua fé não fingida, que habitara primeiro em sua avó Lóide e em sua mãe Eunice (2Tm 1.3-5).

Entenda o valor incomparável de uma mãe

Eunice era uma jovem judia, que se casara com um grego. A Bíblia não nos fala a respeito de seu esposo. Não sabemos como era o seu relacionamento com ele, mas podemos perceber a sua influencia dentro do lar ao observarmos que Timóteo não era circuncidado.

Eunice e Lóide tornam-se símbolos cristãos na educação dos filhos.

Contudo, sobre a vida desse jovem, prevaleceram as orações e a firmeza da fé de Eunice. Conforme podemos inferir pelos escritos de Paulo (2Tm 3.14,15).

Certamente, a fé de Eunice e sua mãe marcou o apóstolo. Afinal, dentre tantas judias que ele conhecera, foi a elas que destinou seus elogios. Eunice e Lóide tornam-se símbolos cristãos na educação dos filhos.

Timóteo crescera “respirando Bíblia”. Sua mãe e avó presentearam-lhe com a semente da Palavra de Deus, que brotou em sua vida e fez dele um continuador da obra de Paulo.

Na família, em geral, é a mulher que passa mais tempo em casa, o que lhe propicia o maravilhoso privilégio de ministrar e ensinar a Palavra de Deus aos filhos.

A mãe de Wesley, por exemplo, teve dezenove filhos e os levou a decorar textos bíblicos e as letras dos hinos que cantavam na igreja, desde pequeninos.

Aprenda mais sobre a importância da maternidade

Dois de seus filhos tornaram-se grandemente usados pelo Senhor como avivalistas. Estes foram John Wesley, que evangelizou milhares, pregando a Palavra com poder e Charles Wesley, que compôs inúmeros hinos avivados.

Isso somente é possível quando mães se colocam verdadeiramente na posição de mulheres sábias e prudentes. Você tem tirado tempo para meditar na Palavra de Deus e para ensiná-la aos seus filhos?

 

Texto adaptado da Pra. Ângela Valadão, portal lagoinha.com

Aprenda mais sobre ‘Mães sábias’ participe hoje do culto, às 19 horas, na CERV (R. Érico Veríssimo, 1167- Santa Mônica – BH/MG).

Ouvir e obedecer

Ouvir e obedecer

Essa deve ser uma atitude constante na vida do filho de Deus. Mas, você pode questionar: ouvir quem e o quê?

 
A resposta a essa pergunta se encontra na Palavra de Deus:
 
 
Dá-me ouvidos, ó Jacó, e tu, ó Israel (Isaías 48.12 a)
 
 
 
Ou seja, o crente, filho do Senhor Deus deve ouvir a Sua voz e a Sua Palavra!
 
 
Porém, será que você gosta de ouvir e obedecer? ou gosta só de falar e fazer sua própria vontade?
 
 
No versículo acima, Deus está clamando ao seu povo, a seus filhos que o ouçam e dar ouvidos a Deus, segundo a Bíblia, significa obedecer.
 
 
Na Bíblia é apresentado o exemplo do pequeno Samuel que tarde da noite, deitado em sua cama, ouviu a voz de Deus:
 
 
“O Senhor chamou: Samuel! Samuel! Ele respondeu: Eis-me aqui” (1 Sm 3.4)
 
 
A criança não teve discernimento, por ainda estar tomando leite espiritual, ser imatura.
 
 
Entretanto, ainda há muitos crentes que, embora tenham anos de convertidos, ainda são crianças espirituais, sem discernimento, sem reconhecer a voz de Deus.
 
 
 
 
 
As pessoas têm tempo para tudo: celular, dormir, viajar, passear, assistir TV, ficar na Internet e etc, mas não têm tempo de ler e estudar a Bíblia.
 
 
Não têm tempo de ouvir e obedecer.

 

Com essa escolha, entra ano e sai ano, a pessoa permanece da mesma forma. Não apresenta mudança alguma.

 

 

Na vida espiritual não deve haver estabilidade, como na vida financeira, mas sim desenvolvimento e crescimento.

 

 
Ou você sobe a cada dia ou você desce!
 
 
Existem muitas vozes: do homem, de Satanás e de Deus.
 
 
E a qual voz você tem dado ouvidos?
 
 

Mas o que me der ouvidos habitará em segurança, e estará livre do temor do mal (Pv. 1.33)

 
 
Dar ouvidos a voz de Deus além de proporcionar crescimento e maturidade espiritual é garantia de segurança física e espiritual.
 
 
Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha (Mt 7.24)
 
 
Portanto, o que se dedica a ouvir as Palavras de Deus e as coloca em prática (obedece) se torna um homem, uma mulher prudente.
 
 
 
 
 
 
Essa pessoa prudente, agindo como no versículo acima, está prevenida de cometer erros ou cair em qualquer cilada maligna.
 

Agora, pois, filhos, dai-me ouvidos, e não vos desvieis das palavras da minha boca ( Pv 5.7)

 
 
 
Por isso, a Bíblia afirma como é importante dar ouvidos e obedecer a voz de Deus.
 
 
Pois isso determinará um presente e um futuro abençoado nesta terra.
 
 
E você? Tem ouvido e obedecido a voz de Deus e a Sua Palavra?
 
Ouça a mensagem ‘Ouvir e obedecer’ e reflita sobre a sua vida diante deste assunto:
Parte 1
Parte 2

 

Comunicação CERV

O culto doméstico

O culto doméstico é uma prática que tem sido negligenciada por muitas famílias evangélicas.

Porém, esta escolha vai contra a Palavra de Deus que afirma a importância dessa prática para as famílias.

Em 2 Timóteo, capítulo 3, dos versículos 14 ao 17, encontramos uma evidência de que o jovem pastor Timóteo recebeu em casa o ensino da Palavra:

“Você, porém, deve permanecer fiel àquilo que lhe foi ensinado. Sabe que é a verdade, pois conhece aqueles de quem aprendeu.

 Desde a infância lhe foram ensinadas as Sagradas Escrituras, que lhe deram sabedoria para receber a salvação que vem pela fé em Cristo Jesus.

Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para nos ensinar o que é verdadeiro e para nos fazer perceber o que não está em ordem em nossa vida. Ela nos corrige quando erramos e nos ensina a fazer o que é certo.

Deus a usa para preparar e capacitar seu povo para toda boa obra”

A Palavra afirma que Timóteo, desde criança recebeu o ensino das Sagradas Escrituras da mãe e da avó.

E isto nos revela que o lar é o local onde a Palavra de Deus deve ser ensinada. E esse ensino acontece por meio do culto doméstico.

Porém, muitos não têm inserido essa prática espiritual em seus lares.

Alguns por não terem recebido este ensino e outros porque pensam que o culto deve ser celebrado apenas quando os filhos são pequenos.

Em Deuteronômio, capítulo 6, dos versículos 4 ao 7, Deus decreta uma ordem aos seus filhos:

“Ouça, ó Israel! O Senhor, nosso Deus, o Senhor é único.

Ame o Senhor, seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de toda a sua força.

Guarde sempre no coração as palavras que hoje eu lhe dou.

Repita-as com frequência a seus filhos. Converse a respeito delas quando estiver em casa e quando estiver caminhando, quando se deitar e quando se levantar.”

O culto doméstico está ficando extinto

Dentre estas ordens estava a de ensinar os filhos em casa sobre Deus e suas leis (Bíblia).

O lar é a primeira escola, o lugar onde a família tem os primeiros ensinos sobre a Palavra de Deus.

E é a presença desta Palavra, guardada e alimentada,  no coração, que gera vida para a família:

“Meu filho, preste atenção ao que digo; ouça bem minhas palavras.

Não as perca de vista; mantenha-as no fundo do coração.

Pois elas dão vida a quem as encontra e saúde a todo o corpo.

Acima de todas as coisas, guarde seu coração, pois ele dirige o rumo de sua vida” (Pv 4.20-23).

Seja jovens casais sem filhos, casais mais velhos que os filhos já não estão mais em casa ou famílias com jovens e adolescentes.

Não importa, todos devem realizar o culto doméstico para que a vida de Deus seja presente e a vida espiritual da família seja abençoada.

Portanto, se você não tem feito o culto doméstico, faça conserto com Deus e comece hoje mesmo a implantar essa adoração no seu lar.

Ouça a mensagem ‘O Culto Doméstico’ e permita que o Espírito Santo revele ao seu coração esta Palavra:

Comunicação CERV

Põe em ordem a sua casa

Aprenda com a mensagem “Põe em ordem a sua casa” como cuidar da sua família

Põe em ordem a sua casa. Foi essa a ordem que o Senhor deu ao rei Ezequias, por meio do profeta Isaías.

Como rei, Ezequias agia de maneira exemplar. Confiou no Senhor de todo o coração e eliminou todos altares idólatras e praticas abomináveis de Judá.

Ezequias tinha uma vida íntegra e reta, mas recebeu de Deus a Palavra: põe em ordem a sua casa.

Ao dar essa ordem podemos compreender que algo de errado estava acontecendo na família de Ezequias.

Aprenda a como batalhar pela sua família

Após receber essa ordem o rei soube que morreria. Foi então que chorou muitíssimo e pediu a Deus mais alguns anos.

Deus concedeu mais 15 anos a Ezequias e no transcorrer da história vamos ver que nesses anos acrescidos Ezequias não colocou  sua casa em ordem.

Seu primeiro erro foi receber o inimigo em sua casa (Babilônia) iludido por presentes e cartas expressando cuidados pela sua vida.

As portas da sua casa foram abertas para o inimigo. Dentro deste contexto reflita: o que você tem trazido para dentro da sua casa?

Para discernir o que entra na sua casa é necessário que você esteja muito, mas muito bem com o Senhor. Firmado na Palavra de Deus.

Perante esta atitude, o Senhor envia Isaías para transmitir a mensagem de que haveria paz no seu reinado, porém sua família pereceria nas mãos do inimigo.

Entretanto, o rei não compreendeu a Palavra de Deus, afirmando ser uma palavra boa.

Saiba qual o valor da mãe na família

A partir desta resposta é possível ver a indiferença e egoísmo do rei para com sua família, seus próprios filhos.

Homem, será que você tem sido indiferente para com o futuro da sua esposa e filhos, assim como o rei Ezequias?

De quê adianta ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma e ainda a sua família?

Ouça esta mensagem e permita que o Espírito Santo mostre ao seu coração que tipo de pai, mãe, filho você tem sido para a sua família:

Aprenda mais sobre a mensagem “Põe em ordem a sua casa”, participe dos nossos cultos neste mês da família. Mais informações ligue: (31) 3451-5956 ou envie um e-mail para: contato@restaurandovidascerv.com.br

Professores do seminário

professores-seminario-teologico-restaurando-vidas

O Seminário Teológico Restaurando Vidas (STRV) possui um corpo docente de excelência. Nossos professores são graduados por instituições de ensino teológico de qualidade, além de apresentarem experiência ministerial e relacionamento íntimo com Deus.

SAIBA QUEM SÃO OS PROFESSORES E AS DISCIPLINAS QUE LECIONAM NO SEMINÁRIO:

Pra. Graça Pitzer – bacharel em Teologia pelo professora-pastora-graca-pitzerSeminário e Instituto Bíblico Betânia (SEMIB).

Disciplinas: Doutrina, Hamartiologia, Missiologia e Pneumatologia.

 

 

professor-pr-rafael-pitzer


Pr. Rafael Pitzer –  bacharel em Teologia pela Faculdade Teológica de São Paulo (FATE). Bacharel em Direito pelo Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (IBMEC).

Disciplinas: Direito Eclesiástico, Fundamentos da Administração Eclesiástica, Igreja Neotestamentária, Liderança, Panorama do Novo Testamento e Psicologia Pastoral.


Pra. Camila Brito – bacharel em Teologia pelo Seminário professora-teologia-camila-britoTeológico Restaurando Vidas (STRV). Bacharel em Enfermagem pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Disciplinas: Bibliologia, Fundamentos da Administração Eclesiástica, Igreja Neotestamentária, Panorama do Novo Testamento, Arqueologia e Liderança.


professor-teologia-vander-santosVander Santos – bacharel em Teologia pelo Seminário e Instituto Bíblico Betânia (SEMIB) e pelo Seminário Bíblico Mineiro (SBM).

Disciplinas: Apologética, Homilética, História da Igreja, Panorama do Antigo Testamento e Panorama do Novo Testamento.


Gracielle Pitzer – bacharel em Teologia pela Faculdade professora-teologia-gracielle-pitzerTeológica de São Paulo (FATE). Bacharel em Enfermagem pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Especialista em Saúde do Adolescente pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (FM-UFMG).

Disciplinas: Arqueologia, Bibliologia, Leitura Cristã, Monografia e Português.


professora-teologia-katia-britoKátia Brito – bacharel em Teologia pela Faculdade Batista de Minas Gerais (FBMG) e pelo Seminário Teológico Restaurando Vidas (STRV). Bacharel em Jornalismo pelo Centro Universitário de Belo Horizonte (UNI-BH).

Disciplinas: Panorama do Antigo Testamento, História da Igreja, Apologética e Português.


Pr. Jamil Pacheco Salum – bacharel em teologia pelo professor-teologia-pr-jamil-pacheco-salumSeminário Bíblico Mineiro (SBM) e pós-graduado em Aconselhamento Pastoral pelo Seminário Teológico Evangélico do Brasil (STEB).

Disciplinas: Escatologia, Evangelhos, Hermenêutica e Homilética.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén