Tag: calvário

Sexta: é o fim

Sexta: é o fim

A esperança de libertação do jugo romano se dissipava na cruz do Calvário

A promessa de uma nova vida de paz estava chegando ao fim

O inicio de um novo reinado, com um rei judeu, estava frustrado

A fome não seria mais saciada

Pessoas não seriam mais libertas

A salvação estava se acabando ali, naquele madeiro

Os sonhos de um novo tempo escorriam pela cruz, junto com o sangue de Jesus Cristo de Nazaré

Saiba mais sobre o dia da crucificação de Cristo

Os céus tornaram-se trevas

Lágrimas escorriam pelos olhos de Maria

Desesperança enchia o coração dos discípulos

Eles não entenderam, ainda havia uma cortina sobre seus olhos e seus corações

Pedro disse: Vou pescar! Outros o seguiram

Alguns dispersos outros escondidos em casa

O sonho acabou …

sexta: é o fim …

Porém, é certo que o domingo chegará!

As palavras ditas sobre Jesus Cristo se cumprirão!

As palavras que Jesus disse sobre si mesmo acontecerão!

O fim, não é o fim, é o começo do novo tempo que Ele prometeu

Esse novo tempo chegaria para os discípulos daquela época

Esse novo tempo chega hoje, para os discípulos da atualidade

A cruz é fim, mas da dor, da enfermidade, das transgressões, dos pecados

Na cruz se morre para renascer, nascer para uma nova vida em Cristo

Sexta: é o fim

Medite na importância da crucificação para a sua vida

O fim da velha natureza pecaminosa, o fim do ego, o fim da doença, o fim da perdição, o fim do pecado

Na cruz que Jesus morreu é onde o seu eu deve morrer

 

Na cruz foi o “fim” de Jesus e também deve ser seu fim

A cruz é fim, o meio pelo qual o ser humano recebe o perdão dos pecados e a salvação

Hoje, olhe para cruz

Ela está vazia

Jesus não está lá

Ele ressuscitou!

Ele vive para o Pai para todo o sempre

Olhe para você

Seu eu está na cruz?

Você vive uma nova vida?

Vive para o Pai para todo o sempre?

Jesus, na cruz, orou ao Pai dizendo:

“Pai, perdoa essa gente, eles não sabem o que fazem”

Jesus não está mais na cruz, mas ao lado direito do Pai

E ainda intercede pelos seus irmãos

Sexta: é o fim

Então ore, peça a intercessão de Jesus junto ao Pai

Ore pelo fim do seu EU, para que você realmente viva para Deus e assim como Jesus, a partir da sua morte, possa nascer para uma nova vida!

Sexta: é o fim

Será também o seu fim e o inicio de uma nova vida?

A escolha é sua!

Kátia Brito

Saiba mais sobre o assunto do texto “Sexta: é o fim”, participe do Culto da Ressurreição, dia 1º de abril, às 6 da manhã, na CERV!

Ele nos amou primeiro

Ele nos amou primeiro. E esse amor foi manifesto na cruz do Calvário.

E foi na cruz, prestes a morrer, que Jesus fez a proclamação de vitória mais importante da história  da humanidade, quando disse:

Está consumado!

Ele cumpriu a Sua missão, e o que aparentemente foi o maior dos fracassos era, na realidade, a vitória mais incontestável.

Ao render o Espírito, Ele derrotou Satanás, despojou-se de todas as hostes malignas.

E, diferente do que muitos pensam, isso não aconteceu na ressurreição, mas no momento em que Jesus entregou Seu Espírito.

Em Colossenses, capítulo 2, versículo 15, diz que foi na cruz:

E, despojando os principados e as potestades, publicamente os expôs ao desprezo, triunfando deles na cruz

Um homem justo passou pela terra sem curvar-Se ao pecado. O segundo Adão não foi seduzido como o primeiro. Mesmo diante do sofrimento tão extremo, Ele venceu, obedeceu ao Pai em tudo.

Passou pela vida sem contrair a dívida da rebelião. Seu sacrifício foi apresentado no Céu como pagamento pela iniquidade de todos nós.

Na cruz Jesus venceu o pecado, mas era também necessário que vencesse a morte.

Nos três dias que se seguiram à cruz, Ele desceu às regiões mais baixas da terra e enfrentou o inferno.

Aprenda mais sobre o amor e misericórdia de Deus

Quando a justiça divina foi satisfeita e a oferta pelo pecado foi aceita, Deus O ressuscitou. Não era possível que os grilhões da morte O retivesse, de forma alguma.

Em Atos, capítulo 2, verso 24, diz assim:

Ao qual, porém, Deus ressuscitou, rompendo os grilhões da morte; porquanto não era possível fosse Ele retido por ela

Ao ressuscitar, Jesus devolveu a vida eterna aos homens e assumiu toda autoridade nos céus e na terra.

Veja Mateus 28.18, em que Ele diz:

…Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra”. E essa autoridade nos foi outorgada por Ele quando disse: “Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda criatura

Por isso hoje podemos repousar sobre a graça e essa autoridade. Um homem conseguiu finalmente reaver tudo aquilo que o primeiro Adão tinha perdido.

Ele é o nosso Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito do Pai, que tornou-Se o Primogênito ao nos fazer filhos e filhas do Pai celestial.

Nossa fé está Nele, o centro da nossa vida é Jesus. Hoje Ele vive! Aleluia!

Quando olhamos para o espelho da Bíblia, dizemos que somos cristãos; a palavra ‘cristão’ não significa aquele que é da religião de cristo, mas, sim, aquele no qual Cristo vive.

A nossa fé é essa vida, não é o nosso esforço em ter a vida cristã, mas a nossa rendição em permitir que Cristo viva por meio da nossa vida.

Que glorioso é isso! Nós O amamos porque Ele nos amou primeiro. Ninguém nos ama mais do que Ele, ninguém nos perdoa como Ele.

Ele é o centro da nossa vida. Se hoje temos vida, é porque um dia Ele deu a própria vida para que tivéssemos vida em abundância. Glorificado seja Seu nome hoje e sempre!

Pr. Márcio Valadão

Aprenda mais sobre o assunto “Ele nos amou primeiro”, participe do Culto da Restauração. Realizado ás terças, às 19:30, na CERV (Rua Érico Veríssimo, 1167- Santa Mônica).
Mais informações ligue (31) 3451-5956 ou envie um e-mail para: contato@restaurandovidascerv.com.br

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén